Esta quinta-feira, o Inter de Milão enfrenta o Rapid, em jogo a contar para os 16 avos de final da Liga Europa. Na convocatória do emblema italiano não consta Mauro Icardi, que segundo o técnico Luciano Spalletti se recusou a jogar quando soube que lhe iriam tirar a braçadeira de capitão.

"Amanhã será um jogo muito importante. Vamos ter tempo para clarificar a situação de Icardi. Ele não estar presente? Foi ele que não quis juntar-se à equipa. Ele telefonou, estava desapontado, mas também foi difícil para nós tomar esta decisão e anunciar", referiu Spalleti.

De acordo com a imprensa italiana, a decisão do clube 'nerazurro' está relacionada com as dificuldades do clube em chegar a acordo com o argentino para a renovação de contrato, devido aos sucessivos pedidos de aumento de Icardi.

Esta mudança de estatuto pode significar a saída em definitivo do jogador no próximo mercado de transferências. Icardi, recorde-se, tem contrato até 2021, mas tem sido associado a vários clubes europeus como Real Madrid, Manchester United, Chelsea e Juventus.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.