Apresentado esta sexta-feira como reforço do AC Milan, depois de ter aterrado em Itália debaixo de forte impacto mediático na véspera, Zlatan Ibrahimovic já falou de como vai ser defrontar Cristiano Ronaldo.

Questionado pelos jornalistas durante a conferência de imprensa de imprensa sobre os duelos em perspetiva com o português, o avançado sueco de 38 anos não teve problemas em responder

"É bonito ter Cristiano em Itália, é bom para o campeonato. Vamos ver o que acontece quando nos encontrarmos. Vai ser um duelo estimulante", limitou-se a afirmar Zlatan

Na mesma conferência de imprensa, 'Ibra' garantiu estar em boa condiçao física, depois de concluída a época nos Estados Unidos.

"Tenho-me sentido bem desde o último jogo que fiz. Já treinei e a única coisa que não fiz foi tocar na bola. Acho que estou pronto para jogar", garantiu o atacante.

Depois, prosseguiu abordando esta nova etapa da sua carreira. "O meu desafio é contra mim mesmo. Se estiver em campo e não render, é melhor colocarem outro. Quero permanecer num nível alto, marcar e ajudar o clube. Sei o que tenho de fazer", frisou.

Igual a sim mesmo, Zlatan fez ainda questão de revelar que teve mais propostas agora, com 38 anos, do que as que teve quando tinha 28. "Recebi mais propostas aos 38 anos do que aos 28. Disse a mim mesmo que precisava de um desafio e quero aproveitar ao máximo", disse.

Em relação à possibilidade de continuar no AC Milan após estes seis meses de contrato, o avançado disse que isso vai depender dos resultados alcançados.

"Nunca perdi a paixão. Vamos ver como correm estes seis meses, se trouxe algo e se posso contribuir, depois veremos se continuo. Não quero ficar por ser o Zlatan Ibrahimovic, isso não me interessa. Tenho 38 anos e sei o que tenho que fazer, embora o estilo e o jogo tenham mudado", sublinhou.

A concluir, Zlatan afirmou que este regresso é como voltar a casa. "Quando saí, fui embora contra a minha vontade. O AC Milan é a minha casa", rematou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.