Na conferência de imprensa de antevisão ao encontro de quarta-feira com o CSKA de Moscovo, para os quartos de final da Liga dos Campeões, Mourinho foi, mais uma vez, muito crítico com a organização do futebol transalpino.

"O silêncio sobre o campeonato é bom para mim, porque assim estou no banco. Um treinador não ganha os jogos no banco de suplentes, mas o meu trabalho é estar o mais próximo possível dos jogadores", disse.

A 22 de Fevereiro, José Mourinho foi suspenso por três jogos, devido a declarações rudes após o empate com a Sampdoria (0-0) e também por ter colocado as mãos próximas uma da outra, como se estivesse algemado.

"Se me mantiver calado sobre o campeonato italiano, fico no banco e não sou suspenso", avançou o português, durante a conferência de imprensa de antevisão à recepção ao CSKA.

O técnico foi ainda questionado sobre um alegado interesse de clubes ingleses nos seus serviços.

"O futebol inglês sente a minha falta, da mesma forma que eu sinto falta de Inglaterra. Mas, neste momento, só penso no Inter de Milão", concluiu.

O Inter recebe quarta-feira o CSKA, em Milão, na primeira "mão" dos quartos de final da Liga dos Campeões em futebol.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.