Eusebio Di Francesco já não é treinador da AS Roma. O emblema romano anunciou, há momentos, o despedimento do treinador, na sequência da derrota com o FC Porto por 3-1 e consequente afastamento da Liga dos Campeões.

“Pela minha parte, e em nome do clube, gostaria de agradecer a Eusebio [Di Francesco] por todo o seu empenho. Trabalhou sempre com uma atitude profissional irrepreensível e colocou os interesses do clube acima dos interesses pessoais. Desejamos-lhe o melhor para sua carreira”, escreveu o presidente da AS Roma, Jim Pallotta, no ‘site’ do clube.

Este desfecho já era esperado, numa época em que a formação romana está longe do seu melhor. Na Liga Italiana, a AS Roma perdeu o dérbi romano para a Lazio no passado fim-de-semana e ocupa apenas a 5.ª posição, com 44 pontos em 26 jogos, ou seja, fora dos lugares de acesso à 'Champions'.

A equipa já tinha sido afastado da Taça de Itália com uma humilhante derrota ante a Fiorentina por 7-1.

Di Francesco, que como jogador conquistou a Liga italiana ao serviço da Roma em 2001, iniciou as suas funções como treinador da equipa principal da capital no verão de 2017.

Na última temporada, Di Francesco qualificou a equipa para as meias-finais da Liga dos Campeões, na melhor prestação do clube nas competições europeias desde 1984, depois de eliminar o FC Barcelona nos quartos de final, ao dar a volta a uma derrota de 4-1 em Camp Nou, na primeira mão, com um triunfo na capital por 3-0.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.