O Brescia, atual último classificado da Serie A, despediu esta segunda-feira o treinador Fabio Grosso, ao fim de apenas três jogos, e trouxe de volta para o comando técnico da equipa principal do clube Eugenio Corini, cujos serviços tinha dispensado há menos de mês.

Grosso, de 41 anos, campeão o mundo como jogador ao serviço de Itália em 2006, assumiu o leme a 5 de Novembro, com o Brescia então no 19º lugar.

Com ele no comando, o Brescia sofreu 10 golos e sofreu dez derrotas, a mais recente das quais por 3-0, em casa, diante da Atalanta, no passado sábado.

O antigo lateral-esquerdo de Inter de Milão e Juventus iniciou a sua carreira de treinador nas camadas jovens da Juventus, assumindo depois o comando do Bari, da Serie B, antes de orientar o Hellas Verona, na última temporada.

Corini, que agora regressa ao leme da equipa, tinha sido despedido depois de um desaire por 2-1 a 3 de novembro no terreno do Verona, num jogo marcado por insultos racistas ao avançado internacional italiano Mario Balotelli.

Grosso teve recentemente um desentendimento com Balotelli, 'estrela-maior' do atual plantel do Brescia, deixando-o de fora dos convocados depois de o acusar de falta de empenho nos treinos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.