Foram dos pés de Ricardo Quaresma que nasceram os dois centros para os dois golos de Cristiano Ronaldo frente ao Egito. O 'Mustang' mostrou o que vale e foi decisivo, num jogo onde Portugal não esteve no seu melhor nível. O craque recusa o estatuto de talisma na seleção lusa.

Jogador talismã: "Não, apenas faço o meu trabalho. Entro para tentar ajudar, foi o que fiz. Tive a felicidade de ajudar [na vitória], agora é continuar".

Mobilidade na frente: "Não há jogos fáceis. O Egito estava a defender bem mas temos jogadores que, a qualquer momento, podem resolver o jogo e foi o que aconteceu".

Pressão: "Estamos habituados, nenhum jogador aqui sente pressão. Entramos para dar o nosso melhor, foi o que aconteceu, estamos de parabéns".

Jogo com Holanda: "Agora vamos descansar, recuperar e só depis pensar no próximo jogo".

Portugal venceu o Egito por 2-1 em jogo de preparação para o Mundial2018. Mohamed Salah, estrela dos 'Faraós', marcou mas, nos descontos, Cristiano Ronaldo deu a volta ao encontro com dois golos em dois minutos, após centros de Quaresma.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.