António Costa esteve presente esta terça-feira no treino da Seleção Nacional, onde deixou algumas palavras aos jogadores convocados por Fernando Santos para o Mundial 2018, na Rússia.

Em declarações aos jornalistas, o primeiro-ministro mostrou-se otimista em relação à participação de Portugal na competição que começa no próximo dia 14 de junho.

"Independentemente do resultado final, é fundamental que todos eles se realizem como excelentes profissionais que são, que representem Portugal com toda a dignidade como têm feito. A responsabilidade de sermos campeões europeus não pode ser um peso. Temos todos os motivos para encarar o Mundial com muito otimismo, confiança e honra por estarmos uma vez mais num Mundial", começou por dizer António Costa.

Questionado sobre o abraço que deu a Rui Patrício, o primeiro-ministro sublinhou que o guardião é "uma marca do futebol português".

"É importante que todos se sintam muito motivados nesta fase. É sabido que nem todos tiveram uma vida calma e tranquila nos últimos tempos. Acontece-nos a todos e sabemos como o estado de espírito é importante. Rui Patrício é uma marca extraordinária do futebol português, merece o carinho e o respeito de todos, é um jogador com quem contamos para fazer um grande Campeonato do Mundo, sem prejuízo do trabalho dos outros, como o Beto que fez um grande jogo agora com a Bélgica, por exemplo", atirou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.