Os jovens futebolistas internacionais cabo-verdianos sub-20 de futebol, Euclides Andrade “Clé” e Luís Fernandes “Júnior”, que desertaram da caravana da seleção cabo-verdiana no aeroporto de Lisboa, após o amigável com Portugal, já estão de volta ao país.

As diligencias foram feitas pela Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), que alega ter acionado todos os meios junto “das autoridades competentes, em Cabo Verde e Portugal”, comunicando a ocorrência, “para que os dois atletas regressem ainda nesta semana, para que tal atitude não prejudique futuros convocados residentes, com problemas de obtenção de vistos. Os dois jogadores “fugitivos” regressaram esta terça-feira ao país.

Ambos alegam que foram induzidos por empresários para se aventurarem na carreira futebolística em Portugal, mas, após esta forte ofensiva da FCF, acabaram por recuar nas suas decisões.

Clé milita no Boavista Futebol Clube da Praia e lidera a lista dos marcadores do campeonato regional de Santiago Sul, com 11 golos ao passo que Júnior tem sido um dos destaques da formação “militar” do Desportivo da Praia.

Os dois futebolistas integram a lista dos jovens atletas residentes que integraram as selecções nacionais de sub-19 e sub-20 que disputaram semana passada três jogos amistosos com os combinados portugueses do escalão, no território lusitano.

Em comunicado de imprensa, divulgado segunda-feira, a FCF informara que os dois atletas estiveram no aeroporto de Lisboa, no dia do regresso (31 de Janeiro), tendo feito “check-in” e que, posteriormente, “desviaram o caminho e não chegaram a entrar no avião que tinha destino a cidade da Praia”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.