O selecionador nacional Rui Águas considera que o momento “não é propício” para mudanças no grupo de trabalho, por isso a aposta nos mesmos jogadores para o jogo contra o Lesoto.

Em entrevista à Rádio de Cabo Verde (RCV), Rui Águas defendeu que, para este jogo, não faz sentido fazer grandes mudanças, sendo que vai apostar tudo neste jogo para vencer e esperar que na outra partida o Uganda vença a Tanzânia.

Quanto à chamada de Babanco que sofreu uma lesão no passado domingo ao serviço do Feirense e foi levado ao hospital, garantiu que já está tudo bem com o jogador e que deve jogar pelo Feirense, na próxima jornada do campeonato português.

Rui Águas abordou também a convocatória do jovem Kelvin Pires, do Batuque de São Vicente, justificando que se trata de uma forma de valorizar os futebolistas residentes e prepará-los para o futuro.

A partida referente à última jornada do Grupo L de qualificação para o Campeonato Africano das Nações, realiza-se a 24 de Março, no Estádio Nacional, tendo o seleccionador Rui Águas convocado 25 jogadores, sendo Kelvin Pires o único residente.

De acordo com a programação da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), o estágio do combinado crioulo inicia-se a 17 de Março, na Cidade da Praia, com o primeiro treino a acontecer no dia seguinte, às 16:00, no Estádio Nacional.

Nas duas partidas a contar para a sexta e última jornada do Grupo L de qualificação para o CAN’2019, no qual Cabo Verde está inserido, estarão em jogo o apuramento de uma das três equipas ainda com possibilidades de atingir o apuramento.

É que na qualidade de vencedor do Grupo, a seleção nacional do Uganda já tem o passaporte para o Egipto, pelo que resta esperar pela derradeira jornada para se conhecer o segundo apurado desta poule, com Tanzânia, Lesoto e Cabo Verde ainda na luta pelo apuramento.

Para se qualificar, Cabo Verde terá de vencer o Lesoto em casa e esperar que o Uganda não perca na sua deslocação à Tanzânia, já que um triunfo dos tanzanianos inviabiliza qualquer possibilidade dos “Tubarões Azuis”, nome por que é conhecida a selecção cabo-verdiana, marcar presença no Campeonato Africano das Nações.

Uganda, já apurado, lidera o Grupo L com 13 pontos, seguido de Tanzânia e Lesoto com cinco pontos cada, ao passo que Cabo Verde está na cauda da tabela classificativa com quatro pontos em cinco jogos.

O CAN’2019 vai ser disputado de 15 de Junho a 13 de Julho no Egipto, país que substituiu os Camarões, que inicialmente acolheria esta edição da Taça Africana das Nações.

Lista dos 25 convocados:

- Guarda-redes: Vozinha (AEL Limassol, Chipre) Márcio Rosa (Cova Piedade) e Évora Elber (Feyenoord, Holanda).

 - Defesas: Stopira (MOL Vidi, Hungria), Carlos Ponck (Aves, Portugal), Nivaldo Santos (Concodia , Chipre) Steven Fortes (Lens, França), Tiago Almeida (Académico de Viseu (Portugal), Fernando Varela (Paok, Grécia), Jeffrey Fortes ( Excelsior, Holanda), Kelvin Pires (Batuque, São Vicente).

 - Médios: Babanco (Feirense, Portugal), Helder Tavares (AltayFC, Turquia), Marco Soares (Feirense, Portugal), Nuno Rocha (Uni Craiova , Chipre), Babanco ( Feirense, Portugal), Platiny (Poli Iasi), Rodrigo Lima (Braga, Portuga) e Emerson ( Académica da Praia).

 - Avançados: Ryan Mendes (Al Sharjah, Emirados Árabes Unidos), Júlio Tavares (Dijon, França), Garry Rodrigues (Al Ittiad, Arábia Saudita), Djaniny Semedo (Al Ahli Jeddah, Arabia Saudita), Heldon “Nhuck” (AL -Taawon, Arabia Saudita), Wagner Dias (Nancy, França).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.