A seleção de futebol de Cabo Verde sofreu uma humilhante derrota na Tanzânia por 2-0, na quarta jornada da fase de grupos de acesso ao CAN2019. Os 'tubarões azuis', que tinham vencido esta mesma seleção na Cidade da Praia, na passada sexta-feira por 3-0, cometeram demasiados erros, tanto ofensivos como defensivos, tornando a qualificação para  CAN2019 um objetivo difícil de alcançar.

Para este jogo com a Tanzânia, Rui Águas apenas fez uma alteração no onze, com a entrada de Platiny no lugar de Heldon. Cabo Verde entrou novamente em 4-4-2 mas cometeu demasiados erros defensivos, nunca conseguiu impor-se no meio-campo. O futebol direto para os avançados Djaniny e Ricardo ia sendo anulado pela defensiva tanzaniana, muito solidária na defesa e eficaz no ataque.

Os tanzanianos marcaram o primeiro aos 29 minutos por Simon Msuwa. Mbwana Samata fez o 2-0 aos 58 minutos, depois de uma perda de bola de Babanco. A equipa orientada por Emmanuel Amunike, antigo internacional nigeriano, podia ter conseguido um resultado mais volumoso mas falhou uma grande penalidade, num remate à Panenka de Samata que bateu barra.

As coisas complicaram horas depois, com a vitória do Uganda em casa do Lesoto. Os ugandeses lideram o grupo L com dez pontos quando faltam duas jornadas. Os 'tubarões azuis', no 3.º lugar, somam apenas quatro pontos, menos um que o Uganda e só conseguirão chegar aos dez pontos, caso vençam em casa o Lesoto e fora de casa o Uganda, seleção que vence os 'crioulos' na Cidade da Praia.

Os dois primeiros de cada grupo qualificam para a CAN 2019, excepto no grupo dos Camarões, seleção que já está apurada por ser o organizador da prova. A fase final do CAN2019 terá 24 seleções pela primeira vez.

Onze de Cabo Verde: Thierry Graça; Tiago Almeida, Carlos Ponck, Gegé e Stopira; Jefrey Fortes e Babanco; Garry Rodrigues, Platini, Djaniny e Ricardo Gomes
Jogaram ainda: Nuno Rocha (Tiago Almeida), Gilson Varela (Ricardo) e Heldon 'Nhuc' (Platini)

*Artigo corrigido e atualizado. Por lapso, escrevemos que apenas os primeiros de cada grupo e os três melhores segundos apuravam-se para a fase seguinte. Essa era a regra inicial mas a CAF mudou o formato da fase final, pelo que agora apuram-se as duas primeiras colocadas de cada grupo, excepto no grupo dos Camarões onde só o primeiro tem lugar na fase final. Aos nossos leitores, as nossas desculpas. 

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.