Apesar de reconhecer as qualidades da seleção de Angola, o treinador dos Camarões, Rigobert Song, só pensa em vencer o jogo de sábado, para aumentar as possibilidades de se apurar para os quartos-de-final do CHAN'2018, que decorre em Marrocos.

Na situação em que se encontra os Camarões, depois da derrota na estreia frente ao Congo Brazzaville (0-1), o técnico referiu, em conferência de imprensa d de antevisão desta partida, não restar outra alternativa que não seja o triunfo, e o pensamento neste momento só está focado nisso.

“A seleção angolana joga muito bem, por isso merece o nosso respeito assim como todos os outros adversários do grupo, mas nós já temos a nossa estratégia montada para contrariar Angola. Já a vimos jogar, temos as nossas armas, agora é esperar o dia do encontro”, afirmou o antigo internacional camaronês.

O técnico adiantou estarem a trabalhar a componente finalização, em função das oportunidades falhadas no jogo com os congoleses. Por sua vez, o futebolista David Eto’o, irmão mais novo do astro Samuel Eto’o, não espera por outro resultado que não seja a vitória.

“A palavra de ordem é vitória e os atletas têm consciência dessa responsabilidade”, alertou o avançado de 30 anos de idade.

O seu colega de selecção Black Willians diz não estar tudo perdido, é que no final vai acabar bem. “Sabemos que há de facto uma grande expectativa à volta desta partida e nos saberemos responder positivamente os anseios do povo camaronês “, prometeu o médio.

Angola e Camarões jogam às 16h30 de sábado, em Agadir, para a segunda jornada do grupo D, desta prova para os futebolistas internos. Três horas depois defrontam-se Congo Brazzaville e Burkina Faso.

Os congoleses lideram o grupo, com três pontos, seguido dos angolanos e burkinabes, com um cada. Os camaroneses são últimos, sem pontos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.