O Sindicato dos Jogadores anunciou, esta terça-feira, que a SAD do Farense, o seu CEO, André Geraldes, e o jogador Jorge Ribeiro chegaram a um entendimento sobre o litígio que os opunha.

Em comunicado, o Sindicato informa que as partes "chegaram a acordo para a desistência do procedimento disciplinar iniciado e regularização dos créditos laborais", realçando ainda "o profissionalismo e o entendimento revelado por todos os intervenientes" na resolução do litígio.

Jorge Ribeiro, recorde-se, tinha sido suspenso por alegada tentativa de agressão a André Geraldes, com a SAD do Farense a apresentar queixa na PSP. Mais tarde, o jogador veio a público negar qualquer agressão e anunciou a intenção de apresentar uma queixa-crime contra André Geraldes - que acusou de ter ameaçado a sua família -, por ameaça, difamação e calúnia.

Mesmo com o diferendo resolvido, Jorge Ribeiro não fará parte do plantel do Farense na próxima temporada.

Leia o comunicado na íntegra:

"O Sindicato dos Jogadores informa que foi encerrado o litígio que opunha o atleta Jorge Ribeiro, o Sporting Clube Farense – Algarve Futebol SAD e o diretor executivo desta instituição, André Geraldes.

Depois dos acontecimentos públicos ocorridos entre os intervenientes, que motivaram a instauração de um processo disciplinar ao jogador e, na sequência da intervenção do Sindicato, lograram as partes chegar a um entendimento.

Na prossecução de um objetivo comum de credibilização das partes e do respeito mútuo que mantêm, o atleta Jorge Ribeiro, o Sporting Clube Farense – Algarve Futebol SAD e o diretor executivo, André Geraldes, informam que chegaram a acordo para a desistência do procedimento disciplinar iniciado e regularização dos créditos laborais.

Todas as partes desejam reciprocamente os maiores sucessos desportivos e profissionais, dando este sinal de credibilidade e maturidade em defesa do respeito e credibilização do futebol português.

O Sindicato saúda o profissionalismo e entendimento entre as partes."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.