O Estoril regressou hoje às vitórias e ao ‘pódio’ da II Liga de futebol, ao derrotar em casa o Cova da Piedade, por 2-0 na 21.ª jornada, com um resultado bem mais positivo do que a exibição.

Num desafio fraco e com pouca qualidade no Estádio António Coimbra da Mota, o Estoril impôs-se graças a uma grande penalidade convertida pelo avançado Sandro Lima, aos 30, e foi depois feliz aos 72, quando Willyan fez autogolo, numa jogada marcada por muitos protestos dos forasteiros por alegada falta.

Com quatro reforços no ‘onze’ inicial - Miguel Rodrigues, Belima, Andrezinho e Gorré -, o Estoril teve uma má entrada no jogo, denotando pouca dinâmica e menor discernimento no ataque. Por sua vez, o ‘lanterna-vermelha’ Cova da Piedade, sem precisar de jogar bem, conseguia manter a partida equilibrada e tranquila.

O momento de rutura ocorreu quando Andrezinho foi derrubado na grande área por Coronas e deu a Sandro Lima a chance de inaugurar o marcador, deixando assim o resultado em 1-0 ao intervalo.

Já no segundo tempo, a equipa de Bruno Baltazar subiu um pouco e podia ter dilatado a vantagem por Filipe logo no arranque, mas foi preciso esperar pelos 72 minutos, quando o recém-entrado Patrão marcou um canto do qual nasceu o segundo golo, por infelicidade de Willyan.

Após esta vitória, o Estoril sobe ao terceiro lugar, com 36 pontos, beneficiando da derrota do Benfica B com a Académica (1-0) e espera por eventuais deslizes de Famalicão e Paços de Ferreira.

O Cova da Piedade somou a terceira derrota seguida e a sétima em oito jogos, afundando-se um pouco mais no 18.º e último lugar da II Liga, com 20 pontos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.