O Paços de Ferreira deu um grande salto rumo a manutenção ao vencer no Bonfim o Vitória de Setúbal por 3-2, em jogo da 30.ª jornada da I Liga. Os sadinos foram melhores e mais eficazes no primeiro tempo  e foram para o intervalo a vencerem por 2-0 mas uma reação fantástica dos 'castores' levou os homens de Pepa a vitória. O Paços consegue a quarta vitória em seis jogos deste a retoma: apenas perdeu com o Sporting em Alvalade e em casa com o FC Porto. O Vitória de Setúbal não ganha desde 26 de janeiro.

Com o campeonato a caminhar para o seu fim, os pontos com os rivais direitos nas várias lutas que ainda se travam tornam-se cada vez mais importantes. Foi nessa base que o Vitória de Setúbal recebeu o Paços de Ferreira no Bonfim, num duelo de 'aflitos' na tabela. Falta definir a equipa que irá acompanhar o Desportivo das Aves na Segunda Liga na próxima época e, neste momento, há sete formações a lutar para evitar o 17.º posto, posição ocupada pelo Portimonense neste momento.

O Vitória de Setúbal entrou para esta 30.ª ronda muito pressionada, já depois de ter despedido o treinador Júlio Velázquez na quinta-feira. Meyong, o 'bombeiro' de serviço, foi chamado a comandar a formação sadina neste encontro. Sem vencer desde 26 de janeiro, quando bateu o Tondela, os sadinos procuravam vencer um rival direto na luta pela manutenção. Já o Paços de Ferreira, de Pepa, procurava dar sequência a série de bons resultados, depois de vencer três dos cinco jogos disputados desde a retoma da I Liga.

E pode-se dizer que o antigo avançado do Vitória de Setúbal acertou nas suas escolhas. Mas primeiro teve de sofrer. Aos 19 minutos, o central Marcelo atirou à barra da baliza sadina após canto de João Amaral. Aos 26 é Tanque, lançado em profundidade, a disparar forte, às malhas laterais.

O golo, no entanto, haveria de aparecer na outra baliza, aos 27 minutos. Heriberto Pereira não desistiu de uma jogada, centrou para a área onde saltou o estreante Mahtiola, completamente sozinho, a cabecear para o 1-0.

O Paços voltou a tomar conta do jogo e a ameaçar o golo, primeiro por João Amaral num remate ao lado (regressou a uma casa que bem conhece) e depois por Castanheira num remate defendido por Makaridze.

O primeiro tempo fecharia com os 'castores' a ameaçaram e os 'sadinos' a marcarem. No quinto minuto de descontos, o central brasileiro Pirri, que voltou a titularidade com Meyong, saltou mais alto que todos e cabeceou para o 2-0.

Pensava-se que o Vitória de Setúbal tinha a vitória já bem encaminhada mas a resposta do Paços no segundo tempo é de... campeão. Pepa trocou o médio Luiz Carlos pelo avançado Zé Uilton e reduziu logo no primeiro minuto: Castanheira centrou na esquerda, Douglas Tanque cabeceou para o 1-2.

Antes de Makaridze negar o empate a João Amaral, Pepa lançou Denilson Júnior aos 55, no lugar de Jorge Silva. Uma substituição muito feliz do técnico. O empate chegou aos 61 minutos pelo central Marracás, após mais um centro de Castanheira, jogador que atuava no Sporting da Covilhã, da II Liga.

O 3-2 é de Denilson Júnior, aos 71, num remate forte e colocado, após passe de Douglas Tanque. Estava feito a reviravolta no marcador no Bonfim.

Antes do 3-2, Meyong tentou 'agitar as águas' com as entradas de Leandro Vilela e Jubal nos postos de Mathiola e João Meira. Depois do 3-2 lançou Hachadi e Alex nos lugares de André Sousa e Nuno Valente. Pepa tentou dar mais 'tração' à sua equipa, colocando Diaby e Marcos Baixinho nos postos de Tanque e Marracás.

O Vitória de Setúbal foi à procura do empate, mas mais com o coração do que com a cabeça.

Quem podia ter marcado era o Paços de Ferreira, num contra-ataque aos 94 minutos, conduzido por Castanheira, que Denilson desperdiçou. O remate do jogador pacense bateu no corpo de um defensor contrário.

O Paços de Ferreira subiu ao 12.º lugar provisório, com 34 pontos, enquanto o Vitória de Setúbal, que não vence há 12 jogos consecutivos no campeonato, mantém-se na 16.ª e antepenúltima posição, a primeira acima da zona de despromoção, com 30.

Veja o resumo do jogo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.