O treinador do Sporting afirmou hoje que espera um Belenenses SAD desinibido e promete um Sporting a jogar com a mesma atitude na partida de domingo, da 11.ª jornada da I Liga de futebol, em Alvalade.

"Estou à espera de um jogo aberto porque, pelo que tenho visto deles, é uma equipa que tenta pressionar muito alto, dar um ritmo elevado ao jogo. E nós, naturalmente, também o vamos fazer, porque somos o Sporting e jogamos em casa", disse Silas na conferência de antevisão da partida, na Academia do Sporting, em Alcochete.

Convicto de que terá alguma vantagem por conhecer bem os jogadores do Belenenses, que treinou antes de ingressar no Sporting, Silas adverte, no entanto, que os jogadores do Belenenses também conhecem bem a equipa técnica do Sporting, mas diz ter expectativas altas para o jogo.

"Acredito que vão estar em campo duas equipas com potencial. É verdade que os conheço muito bem. Arrisco dizer que já treinámos os 11 jogadores que vão jogar. Mas é verdade que eles também nos conhecem bem", disse Silas, certo de que o recente triunfo do Sporting na Liga Europa, frente aos noruegueses do Rosenborg (2-0), contribuiu para melhorar o estado anímico da equipa.

"A equipa, depois de uma vitória, está sempre melhor, animicamente está sempre melhor. Claro que tivemos algum desgaste, o jogo foi intenso, havia muito frio, depois tivemos viagens e pouco tempo para recuperar. Mas temos outros jogadores que nós tentámos preparar a pensar nisto. Provavelmente, vai haver alterações outra vez", disse.

Questionado sobre a possibilidade de repetir o sistema de três centrais utilizado na quinta-feira na Noruega, Silas disse que está a preparar a equipa para jogar em vários sistemas e defendeu que há coisas mais importantes do que a escolha do sistema de jogo.

"Em relação aos três centrais, não é irrelevante, mas há coisas muito mais importantes que têm de acontecer em todos os sistemas", disse o técnico do Sporting.

Silas também garantiu não estar preocupado com o ‘mercado’ de janeiro para eventual reforço da equipa, sublinhando que ainda faltam oito jogos até à abertura da janela de transferências.

"A nossa grande preocupação tem sido conhecer o plantel e perceber o que podemos melhorar. O pior inimigo de uma equipa de futebol é a falta de competitividade interna. O nosso trabalho é aumentar a competitividade interna. Nunca desisto de nenhum jogador. A minha obrigação como treinador é preparar todos os jogadores que eu tenho e os que posso usar, que é o caso de alguns jogadores dos sub-23", acrescentou o técnico do Sporting.

O Sporting, quarto classificado, com 17 pontos, recebe o Belenenses SAD, 13.º com 11 pontos, a partir das 18:30 de domingo, no Estádio José Alvalade, em Lisboa

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.