O FC Porto venceu, este sábado, o SC Braga por 3-2, em jogo da 27.ª jornada do campeonato português, disputado no Estádio Municipal de Braga. Wilson Eduardo e Murilo marcaram para os minhotos e Soares (2) e Alex Telles apontaram para os azuis e brancos. Com este resultado, os Dragões isolam-se provisoriamente no primeiro lugar, ficando à espera do que faz o Benfica na receção ao Tondela.

Sérgio Conceição não mexeu na equipa inicial, apostando exatamente na mesma que atuou na última jornada, na vitória por 3-0 sobre o Marítimo. Destaque para a titularidade de Corona, que estava em dúvida, para este encontro, mas o mexicano recuperou a tempo da lesão. Já Abel Ferreira fez três alterações no 'onze' face à deslocação a Setúbal. Pablo e Wilson renderam os lesionados Raúl Silva e Fransérgio. Esgaio jogou no lugar de Horta.

A equipa da casa marcou bem cedo, logo aos cinco minutos, numa jogada rápida dos bracarenses, com Dyego Sousa a desmarcar Claudemir, este a passar para Wilson Eduardo, que apareceu no segundo poste a desviar para o fundo das redes de Casillas, que poderia ter feito muito mais neste lance.

O FC Porto viria a empatar minutos mais tarde, na conversão de um pontapé de canto apontado por Corona. Filipe, nas alturas, desviou de cabeça para o segundo poste onde apareceu Soares a desviar para o empate.

O jogo foi para o intervalo com o empate e logo à entrada do segundo tempo, com Brahimi já em campo, o SC Braga colocou-se novamente à frente no marcador. O lance começou na receção de Dyego Sousa, que acabou desarmado por Felipe, mas a bola sobrou para Murilo. Este aguentou bem a pressão de Militão, consegue contornar Casillas e atirar para o fundo da baliza. Péssimo entendimento entre a defesa portista, culminando com a atrapalhação entre Militão e o guarda-redes espanhol.

Aos 66 minutos, Jorge Sousa assinalou grande penalidade para o FC Porto, depois de um lance entre Claudemir e Militão. O árbitro recorreu ao VAR e confirmou a decisão inicial. Na conversão, Alex Telles converteu com sucesso, mas lesionou-se no momento de pontapear a bola e teve mesmo de ser substituído por Fernando Andrade.

Já perto dos 80 minutos, Claudemir tocou Fernando em falta dentro da área e o árbitro Jorge Sousa voltou a assinalar o castigo máximo. Sem Telles, foi Soares o responsável por converter com sucesso a grande penalidade, colocando o FC Porto, pela primeira vez, à frente no marcador.

Entre os golos portistas, Abel Ferreira recebeu a indicação, por parte de Jorge Sousa, para abandonar o banco de suplentes por protestos.

O FC Porto totaliza agora 66 pontos, mais três do que o rival Benfica, que recebe hoje o Tondela, 16.º e antepenúltimo classificado, enquanto o Braga manteve-se no terceiro lugar, com 58, mas poderá ser apanhado pelo Sporting ainda nesta ronda, caso a equipa lisboeta vença também hoje no estádio do Desportivo de Chaves (17.º e penúltimo).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.