Edmond Tapsoba transferiu-se do Vitória de Guimarães para o Bayer Leverkusen em janeiro, mas houve a hipótese de continuar no futebol português. No final do jogo entre os alemães e o FC Porto, para a Liga Europa, o defesa central esteve à conversa com Luís Gonçalves, diretor geral dos dragões, e acabou por revelar aos jornalistas o teor da mesma.

"Ele perguntou como é que eu tinha vindo para o Bayer Leverkusen e eu disse que tinha sido tudo muito rápido. Perguntou-me se eu tinha recebido a proposta do Bayer Leverkusen antes de falar com ele e eu disse que não, que foi depois. O Bayer foi muito rápido e, no espaço de três dias houve acordo com o Vitória. Ele [Luís Gonçalves] já tinha falado comigo no final do jogo da Taça da Liga e, na altura, disse-me que o FC Porto estava interessado em mim", explicou Tapsoba, em declarações reproduzidas pelo jornal O Jogo.

"Respondi-lhe que não havia problema e que tinham de falar com o meu empresário [Deco], mas depois apareceu o Bayer Leverkusen. A escolha era difícil. Falei com a minha família e com o meu empresário e entendi que o melhor era vir para a Alemanha", esclareceu.

O antigo jogador do Vitória de Guimarães não escondeu que a mudança para o Dragão seria aliciante e revelou que o Benfica também estava entre os pretendentes.

"Sim, sim", respondeu Tapsoba quando questionado se chegou a haver interesse por parte dos 'encarnados'. E onde gostaria Tapsoba de ter jogado: no FC Porto ou no Benfica? "Para mim, é indiferente, porque são duas grandes equipas. Teria ido para o clube que tivesse chegado a acordo com o Vitória (...) mas naquele momento entendi que era uma boa altura para sair de Portugal", vincou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.