Em declarações ao jornal O Jogo, a propósito dos 1000 dias desde a primeira sessão de trabalho como técnico do FC Porto, Sérgio Conceição apelou à valorização do futebol português.

"Todos sentem falta do futebol, não há dúvida. Eu, como apaixonado que sou pelo futebol e pela minha profissão, sinto muito essa falta, mas espero que seja também o momento para olhar para o futebol com carinho e saudade porque, por vezes, não é bem tratado. Era bom que voltássemos mais empenhados em tratar melhor aquilo que é nosso: o futebol português que tantas alegrias nos dá e tantas coisa boas traz ao nosso país", salientou o treinador do FC Porto.

Sérgio Conceição recordou ainda o que sentiu quando orientou o primeiro treino no Olival, a 3 de julho de 2017: "Lembro-me muito bem do estado de espírito, da ambição que tínhamos por chegar e representar um dos melhores clubes da Europa e o melhor de Portugal. Sempre fui competitivo e desde a minha chegada ao FC Porto, enquanto jogador, alimentei muito essa minha vontade de ganhar. Como treinador foi exatamente o mesmo."

"Senti uma responsabilidade tremenda de devolver ao clube o lugar que merecia, que era o primeiro, que hoje ocupamos mais uma vez", destacou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.