A mesma fonte remeteu eventuais comentários para quando houver resultados do concurso, o que deverá acontecer entre esta e a próxima semana.

Na semana passada, o Correio da Manhã avançou que o valor proposto pela RTP pelos 60 jogos de futebol da principal liga profissional ascendia a 20 milhões de euros, o que levou o secretário geral do PSD a criticar a estação, acusando a administração de "má gestão" e pedindo a intervenção da Autoridade da Concorrência.

Segundo Miguel Relvas, os valores propostos pela RTP "já levaram a SIC a sair da luta" e são também considerados incomportáveis pela TVI.

Os valores pagos, em concursos anteriores, quer pela RTP quer pelos outros operadores nunca foram oficialmente divulgados.

Em entrevista dada à Lusa em Março, o presidente da RTP afirmou que um dos objectivos da empresa para este ano é "conter os custos de estrutura" e apostar na “qualidade distintiva da programação".

Aposta que, segundo referiu, passará também pelo futebol, opção habitualmente criticada pelas televisões privadas devido aos custos elevados.

"A RTP tem que apostar numa programação diversificada e não [numa] residual e portanto julgamos benéfico continuar a apostar no futebol. Tem é que ser uma aposta medida e cujos resultados sejam proporcionais aos custos. Quando deixarem de ser, teremos de rever essa aposta", avançou então Guilherme Costa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.