O Rio Ave arrecadou quatro milhões de euros com a transferência do médio Pelé, para o Mónaco, confirmou à agência Lusa fonte do clube da I Liga portuguesa de futebol.

O médio defensivo chegou a época passada ao Rio Ave, tendo sido dos jogadores mais utilizados durante a temporada, e foi confirmado como jogador do emblema monegasco, por uma verba a rondar os 10 milhões.

O Benfica, que detinha 50% do passe de Pelé, teve direito a metade do valor da transferência, depois de descontadas as respetivas comissões e as verbas do mecanismo de solidariedade.

Os contornos do negócio foram hoje divulgados na Assembleia Geral do clube, onde foi anunciado que o orçamento para a nova temporada ronda os nove milhões de euros, sendo que 70% desse valor são referentes à atividade da equipa profissional, que recebeu mais 10% de investimento em relação à temporada passada.

Foi ainda divulgado que o emblema vila-condense vai receber 5,2 milhões de euros referentes aos direitos televisivos, e, ainda, 8% do valor da transferência de Fabinho, do Mónaco para o Liverpool, referente à percentagem que o Rio Ave ainda detinha do passe.

Entretanto, o mais recente reforço da equipa, o médio defensivo croata Nikola Jambor, de 22 anos, que veio do NK Osijek, da Croácia, já irá esta segunda-feira integrar o regresso aos treino das equipa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.