O preparador físico do Tondela assumiu hoje que esta primeira semana de treinos da I Liga de futebol, após quase dois meses de confinamento, devido à COVID-19, tem como principal objetivo evitar lesões.

“O facto de haver a incerteza de quando iria iniciar o campeonato fez-nos mudar várias vezes de plano, mas já estamos na primeira semana de trabalho e o objetivo é muito claro, é evitar as lesões. Esse é o principal objetivo”, assumiu Sérgio Villacampa, no final do segundo dia de treinos.

Em declarações divulgadas pelos canais de comunicação do clube, o preparador físico considerou que “os jogadores conseguiram manter a condição física”, mas não a técnica.

“Não mantiveram todas as ações mais técnicas do futebol como as acelerações, o abrandamento, a velocidade em alta intensidade, embora não seja este o objetivo desta primeira semana”, contou.

Sergio Villacampa adiantou que nesta primeira semana o plano incide num “retorno à atividade de forma continuada, muito progressiva”, e o objetivo passa por fazer um “trabalho contínuo baseado na resistência e um trabalho geral de força”.

“Logo no primeiro treino, os jogadores vinham com uma vontade imensa de estar no relvado, de estar com os colegas, entre aspas, e a verdade é que eles voltaram com muita vontade e é lógico voltar às técnicas do futebol e sentirem cansaço, e têm sentido, mas com uma enorme vontade”, acrescentou o técnico.

Do plano de trabalhos estabelecido pelo clube até o regresso do campeonato da I Liga, no último fim de semana de maio, para as 10 jornadas que faltam para acabar esta época, fazem parte exercícios que “mantenham a progressão nos conteúdos”.

“Vamos tentar colocar mais acelerações ou alta intensidade, mas quem vai decidir isso é o próprio jogador e a forma como ele vai reagir no dia a dia, o ‘feedback’ que nos vai dar, o questionário que vai responder no dia a dia, a própria reação do jogador e o cansaço dele”, assumiu.

Neste sentido, Sergio Villacampa acrescentou que “o que está definido só se vai constatar no dia a dia”, mas, ainda assim, o trabalho vai manter-se “assim nesta semana e na segunda” e, talvez ainda na segunda, e na terceira é que se acrescenta” conteúdo.

Quando a I Liga de futebol foi suspensa, o Tondela, 14.º classificado, com 25 pontos, preparava-se para ir ao Estádio da Luz enfrentar o segundo classificado, Benfica, com 59 pontos.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 260 mil mortos e infetou cerca de 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um 1,1 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.089 pessoas das 26.182 confirmadas como infetadas, e há 2.076 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.