O Tondela igualou, provisoriamente, o Desportivo de Chaves no 15.º lugar, mantendo-se na corrida à manutenção, até porque recebe os transmontanos na última ronda.

“Foi um jogo fantástico, de grandes emoções para quem assistiu no estádio e em casa. A nossa estratégia passava por controlar o jogo interior do Sporting, que é muito forte e tínhamos a ideia de que precisávamos de ter mais um médio. Entrámos com uma oportunidade clara de golo do Tomané, mais um livre à entrada da área muito perigoso e o Sporting, na primeira vez que cria perigo, há o lance do penálti. O Ricardo Costa é o nosso capitão, muito experiente, mas a verdade é que ficámos sem os centrais para o jogo decisivo em casa”, disse o treinador do Tondela, em declarações à Sport TV

“Era fácil perder a cabeça ali mas aqui ninguém desiste, fomos atrás do jogo e da nossa vida. A partir de agora só dependemos de nós, parabéns aos jogadores porque foram autênticos guerreiros”, acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.