O Benfica acabou de informar a Comissão de Mercado e de Valores Mobiliários (CMVM) que se encontra a negociar a saída de Bruno Lage do comando técnico do Benfica.

"A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informa, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248.º-A do Código dos Valores Mobiliários, que está a negociar um princípio de acordo com o treinador Bruno Miguel Silva do Nascimento (Bruno Lage) para a rescisão do contrato de trabalho desportivo com efeitos imediatos", escreveu o clube no comunicado enviado à CMVM.

Na segunda-feira, após a derrota dos campeões nacionais no terreno do Marítimo, por 2-0, em jogo 29.ª jornada da I Liga, Bruno Lage, de 44 anos, colocou o lugar à disposição e o presidente ‘encarnado’, Luís Filipe Vieira, entendeu as razões do treinador, disse então à Lusa fonte do clube.

“O nosso treinador Bruno Lage, quando acabou o jogo, dirigiu-se a mim com grande elevação, e disse: Presidente, tem o meu lugar à sua disposição, porque entendo que neste momento as coisas não estão boas para o Benfica (...). A partir de amanhã [terça-feira] não serei treinador do Benfica”, disse Luís Filipe Vieira, na sala de imprensa dos insulares.

Lage, que tinha sucedido a Rui Vitória, levou o Benfica à conquista do título nacional de 2018/19 e à vitória na Supertaça Cândido Oliveira.

O treinador natural de Setúbal tinha contrato com os ‘encarnados’ até 30 de junho de 2023.

Quando faltam cinco jogos para o fim do campeonato, o Benfica ocupa o segundo lugar do campeonato, menos seis do que o líder FC Porto, com quem tem desvantagem no confronto direto.

*Artigo atualizado às 13h59

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.