Como é que os três Grandes passaram pelos dois primeiros testes das últimas cinco épocas da Primeira liga. Analisámos os resultados das últimas cinco épocas na I Liga de Sporting, Benfica e FC Porto nas duas primeiras jornadas.

2014/15

Na última temporada de Jorge Jesus ao volante do “Ferrari” Benfica, em 2014/15, o clube da Luz somou duas vitórias nas duas primeiras jornadas. O bom início viria a confirmar-se no final da época com a conquista do bicampeonato, com três pontos de vantagem sobre o FC Porto. A equipa orientada por Julien Lopetegui também somou duas vitórias nos primeiros 180 minutos do campeonato frente ao Marítimo (2-0) e Paços de Ferreira (0-1).

O Sporting, na altura treinado por Marco Silva, marcou passo logo na primeira viagem da época, que teve lugar em Coimbra.

Um empate a uma bola com a Académica deixou o Sporting a dois pontos dos lideres da frente no final da 2.ª jornada, onde nessa ronda os leões bateram o Arouca por 1-0. No final do campeonato, o clube de Alvalade acabaria por ficar a nove pontos do campeão Benfica.

SL Benfica 2-0 Paços | Boavista 0-1 SL Benfica

Académica 1-1 Sporting CP | Sporting CP 1-0 Arouca

FC Porto 2-0 Marítimo | Paços de Ferreira 0-1 FC Porto

2015/16

14 de agosto de 2015, Jorge Jesus está no banco no primeiro jogo da temporada, mas não enverga as mesmas cores. O defeso ficou marcado pela transferência de JJ do Benfica para o Sporting e pela luta até à última entre os dois clubes da segunda circular pelo título.

No arranque da I Liga, ambos os clubes venceram os primeiros desafios: o Sporting ganhou em Tondela por 2-1 e o Benfica goleou o Arouca em casa por 4-0. Na 1.ª jornada nenhum dos três Grandes perdeu pontos, com o FC Porto a vencer o Vitória de Guimarães por 3-0 no Dragão. Mas esta história não se voltou a repetir no 2.º jogo: nenhum dos três gigantes do futebol português foi capaz de ganhar (algo que não voltou a acontecer desde então) com o Sporting (1-1 contra o Paços de Ferreira) e o FC Porto (1-1 contra o Marítimo) a empatarem e com o Benfica a cair em Arouca com uma derrota por 1-0.

No final da corrida, o Benfica de Rui Vitória acabou por vencer a liga portuguesa, com o Sporting a perder o campeonato por dois pontos e a voltar a não pôr fim à seca que já dura há 17 anos. O FC Porto ficou a 15 pontos do campeão.

SL Benfica 4-0 Estoril | Arouca 1-0 SL Benfica

CD Tondela 1-2 Sporting CP | Sporting CP 1-1 Paços de Ferreira

FC Porto 3-0 V. Guimarães | Marítimo 1-1 FC Porto

2016/17

Depois da distância pontual na época anterior, houve mudanças no reino do dragão, com Nuno Espírito Santo a assumir a equipa portista.

Nas duas primeiras jornadas, em seis jogos dos Grandes só um não resultou em triunfo para os gigantes do futebol português: O Benfica empatou na segunda jornada contra o Vitória de Setúbal (1-1).

No final da 2.ª jornada, o clube da Luz estava a dois pontos dos líderes… mas isso não afetou a confiança do campeão, que no final da temporada arrematou o inédito Tetra. O FC Porto foi vice-campeão a seis pontos, e o Sporting terminou no terceiro posto a 12 pontos.

CD Tondela 0-2 SL Benfica | SL Benfica 1-1 V. Setúbal
Sporting CP 2-0 Marítimo | Paços de Ferreira 0-1 Sporting CP
Rio Ave 1-3 FC Porto | FC Porto 1-0 Estoril Praia

2017/18
Em 2017 continuava a dança das cadeiras no Porto: Nuno Espirito Santo sai e dá lugar a Sérgio Conceição. O treinador vindo do Nantes começou bem com uma goleada ao Estoril (4-0) e uma vitória em Tondela (0-1).

A Luz recebeu logo na primeira jornada o confronto entre o crónico candidato e aquele que se procura intrometer nas contas dos títulos dos últimos anos, o Braga. No final, o Benfica ganhou por 3-1.

Nas primeiras duas jornadas, nenhum dos três grandes perdeu pontos. Mas desengane-se se pensou que ia ser assim até ao final: O FC Porto roubou o penta ao Benfica, com sete pontos de vantagem sobre os encarnados, deixando o Sporting a 10 pontos de distância.

SL Benfica 3-1 SC Braga | GD Chaves 0-1 SL Benfica
CD Aves 0-2 Sporting CP| Sporting CP 1-0 V. Setúbal
FC Porto 4-0 Estoril Praia | CD Tondela 0-1 FC Porto

2018/19

Depois do ataque à Academia, da derrota traumática na final da Taça de Portugal frente ao Aves e de um verão conturbado com entradas e saídas, o Sporting procurava começar a época com o pé direito. Com José Peseiro ao comando dos leões, o clube de Alvalade somou duas vitórias em outros tantos jogos.

Vitórias que se repetiram nos seis jogos dos três grandes, duas jornadas sem acidentes de percurso, para Benfica, FC Porto e Sporting.

Ainda assim, acabou por ser uma temporada marcada pela dança de treinadores na segunda circular. O Sporting teve três treinadores em nove meses (José Peseiro, Tiago Fernandes e Marcel Keizer) e o Benfica quis despedir Rui Vitória, Vieira viu a luz e não o despediu. Mas os maus resultados acabaram por ditar a saída do técnico.

Chegou Bruno Lage numa altura em que o Benfica já estava a sete pontos do FC Porto de Sérgio Conceição que tentava o bicampeonato. Mas no final, o que poucos pensavam possível aconteceu: O Benfica reconquistou a liga Portuguesa com dois pontos de vantagem sobre o FC Porto.

SL Benfica 3 – 2 V. Guimarães | Boavista 0-2 SL Benfica
FC Porto 5 - 0 GD Chaves | Belenenses SAD 2-3 FC Porto
Moreirense 1-3 Sporting CP | Sporting CP 2-1 V. Setúbal

2019/20

Esta temporada na I Liga começou com o FC Porto a perder em Barcelos contra o Gil Vicente (2-1), o Sporting a empatar nos Barreiros com o Marítimo (1-1) e o Benfica a golear por 5-0 o Paços de Ferreira. Na jornada deste fim de semana, três jogos, três vitórias.

Neste momento os encarnados somam seis pontos, os leões quatro e os dragões três.

Para já, tudo não passa de uma incógnita, mas pode acompanhar todas as cenas desta longa
metragem, aqui, no Sapo Desporto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.