O SC Braga está a ter um final de época difícil, longe daquilo que mostrou até há dez rondas, quando estava no 3.º lugar, a apenas um ponto do segundo lugar e a dois do primeiro. Os minhotos lutaram taco-a-taco com o FC Porto durante grande parte da primeira volta da prova, mantiveram-se na cola do Benfica depois de ultrapassados pelos 'encarnados' mas foram perdendo 'gás' até caírem para fora do pódio da Primeira Liga.

Nas últimas sete rondas, os minhotos sofreram cinco derrotas, três delas consecutivas, algo que não acontecia desde 2017/2017, de acordo com dados do 'playmakerstats'. O 3.º lugar 'esfumou-se' na derrota frente ao Marítimo, deixando a equipa de Abel Ferreira longe de um dos objetivos da época: acabar a Primeira Liga no pódio.

Este não era o final de época que Abel Ferreira desejava no clube minhoto. O técnico deverá deixar a equipa no final da temporada, terminando assim um ciclo que começou a 18 de dezembro de 2016, quando comandou a equipa bracarense na vitória por 1-0 em Alvalade, poucos dias depois de António Salvador ter demitido José Peseiro. Entrou Jorge Simão, que acabaria por sair no final de abril de 2017, ficando Abel Ferreira como treinador principal nas derradeiras cinco jornadas.

Na primeira época como treinador da equipa principal do SC Braga (antes orientava a equipa B dos minhotos), Abel Ferreira levou os 'guerreiros' aos 16-avos-de-final da Liga Europa, após o primeiro lugar na fase de grupos da prova (num grupo com Hoffenheim, Basaksehir e Ludogorets Razgrad). Foi eliminado na quarta eliminatória da Taça de Portugal pelo Rio Ave e falhou a 'final four' da Taça da Liga. No campeonato, terminou em quarto com 75 pontos.

Esta época havia muitas expetativas para se perceber até onde podia ir o clube minhoto na Liga, uma vez que ficou fora das provas da UEFA logo em setembro, quando foi eliminado pelos ucranianos do Zorya nos play-off de acesso à fase de grupos da Liga Europa. A equipa foi afastada nas meias-finais da Taça da Liga pelo Sporting e perdeu para o FC Porto a eliminatória das 'meias' da Taça de Portugal.

Apesar de ser o único dos quatro candidatos ao título sem jogos a meio da semana para as provas europeias, o SC Braga vai fazer uma época pior que a anterior na Primeira Liga. Se vencer o Portimonense na derradeira ronda, a equipa de Abel Ferreira irá chegar aos 67 pontos, longe dos 75 da época passada.

Mesmo tendo menos recursos, comparativamente com Sporting, FC Porto e Benfica, os minhotos perderam o 'comboio' do título nos jogos com os os outros emblemas da Primeira Liga. Os jogos com os outros candidatos também não correram bem, uma vez que o SC Braga apenas venceu o Sporting em casa. Perdeu em Alvalade, foi derrotado pelo FC Porto nos dois jogos, apesar da luta que deu e acabou goleado pelo Benfica na Luz e na Pedreira.

Os pontos perdidos com os não candidatos ao título revelaram-se cruciais: o SC Braga foi derrotado pelo Belenenses, Moreirense, Marítimo e Boavista e empatou com Portimonense, Rio Ave, Vitória de Guimarães e Santa Clara. Quatro derrotas e quatro empates, num total de 20 pontos desperdiçados frente aos clubes que não estavam na luta pelo título.

Demasiados pontos numa época em António Salvador depositava muitas expetativas na equipa principal. A saída de Abel Ferreira deverá ser confirmada na próxima semana, depois do último jogo da Primeira Liga frente ao Portimonense. No Minho deverá abrir-se um novo ciclo em 2019/2020, em mais uma tentativa de colocar o SC Braga na luta pelo título de campeão de Portugal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.