Em declarações ao jornal 'Record' desta terça-feira, Sousa Cintra contou o episódio do possível regresso de Rafael Leão ao Sporting, na altura em que o antigo presidente leonino liderava a comissão de gestão, no pós-ataque à academia.

Cintra revela que Rafael Leão estava pronto para regressar ao Sporting.

"O rapaz chegou a assinar a carta para o Lille. Ele queria o Sporting. Era uma questão de minutos. Só que os advogados demoraram um bocado de tempo a fazer o contrato. Depois o pai, o tio e o empresário vieram cá a fizeram aquela cena toda. Foi uma grande novela", contou.

O à data presidente da Comissão de Gestão deu ainda mais pormenores sobre o episódio que voltou a desviar Leão para fora do Sporting.

"Apareceu cá o pai a bater à porta, um barulho do caraças. Foi uma cena triste. O filho era maior e vacinado, podia perfeitamente ter assinado, como era ser desejo. Disseram-me que vinham no dia seguinte, mas não apareceram mais. Ele estava todo animado. As outras pessoas é que o levaram a fazer o que ele fez. Ele não continuou no Sporting porque foi apertado", concluiu.

De recordar que Rafael Leão foi condenado no passado dia 19 de março ao pagamento de uma indemnização de 16,5 milhões de euros devido à rescisão de contrato com o Sporting.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.