A análise técnica efetuada pelo Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) sobre a utilização do videoárbitro (VAR) no primeiro terço da I Liga detetou apenas nove erros num total de 639 verificações.

A informação foi hoje avançada na conta oficial do CA no Twitter para partilha de informação sobre o projeto videoárbitro, abrangendo os primeiros 99 jogos do campeonato (não engloba ainda o Feirense-Marítimo que se disputa hoje à noite), correspondentes às 11 jornadas já disputadas do principal escalão do futebol português.

"Nas primeiras 11 jornadas foram efetuados 639 'checks', distribuídos da seguinte forma: lances de golo (295), possível cartão vermelho (152), possível penálti (187) e erro de identidade (5)", informou o CA.

E acrescentou: "Dos 639 lances analisados, 33 resultaram em momentos de revisão. No seguimento da revisão, 8 decisões iniciais mantiveram-se e 25 foram alteradas. Das 33 revisões, 23 levaram o árbitro a visionar o monitor no relvado. Nessas 23 ocasiões, o árbitro decidiu alterar a decisão inicial em 16 casos".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.