Benfica venceu hoje na Luz o Boavista por 3-1, num encontro da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol em que foi comandado pela primeira vez por Nélson Veríssimo, sucessor provisório de Bruno Lage.

Confira as declarações de Nélson Veríssimo na conferência de imprensa.

O jogo: "É verdade que o Boavista teve uma boa entrada, mas nós também entrámos com intensidade e o jogo começou dividido. É verdade que o golo, aos 13 minutos, nos deu a tranquilidade necessária para fazermos uma exibição consistente e dominadora".

O que mudou: "Nos últimos jogos também tínhamos criado várias oportunidades. Desta vez conseguimos marcar logo aos 13 minutos e isso fez a diferença. Quero realçar que esta vitória também é dos jogadores, de Bruno Lage, e dos restantes elementos da equipa técnica que saíram".

Mudança: "De maneira alguma o problema era Bruno Lage. Os jogadores estiveram sempre com ele e toda a estrutura teve sempre com ele. A diferença, friso, esteve na eficácia. Foi a questão de a bola entrar ou não e tivemos o tal ciclo de 13 jogos em que a equipa criava oportunidades para marcar e não o fazia. A única diferença foi essa: a eficácia."

Sistema: "O 4-4-2 é o cunho desta equipa, em função dos jogadores que tem, com o Chiquinho umas vezes mais perto do avançado, outras vezes mais perto dos médios, mas foi muito semelhante ao que tínhamos vindo a fazer nos jogos mais recentes".

Futuro: "Se vou estar no jogo com o Famalicão? Para já, pediram-me para preparar o treino de amanhã. Quem jogou vai fazer treino específico de recuperação, quem não jogou vai treinar normalmente. Só mais perto do jogo se prepara questões mais táticas. Não quero pensar muito para além disso, neste momento. Primeiro pediram-me para fazer o jogo com o Boavista, está feito, agora para orientar o treino de amanhã, e é o que vou fazer. É essa a minha vontade".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.