A chegada de Andraz Sporar parecia ter resolvido, pelo menos para já, a lacuna com que o Sporting começou a temporada no que toca a pontas-de-lança de raiz, mas a lesão grave sofrida por Luiz Phellype frente ao Marítimo, na passada segunda-feira, veio mudar esse cenário.

O brasileiro vai ser operado em breve e não deverá voltar a jogar esta época, pelo que o leque de avançados fixos à disposição de Silas ficou novamente reduzido, agora restrito o esloveno Sporar e ao jovem Pedro Mendes, que não terá ainda a experiência necessária para ser aposta segura. Assim, a direção 'verde e branca' está a tentar oferecer ao treinador mais um ponta-de-lança ainda antes do fecho da janela de transferências, que encerra já esta sexta-feira.

O primeiro nome colocado em cima da mesa foi o de Mehdi Taremi, que tem dado cartas esta temporada ao serviço do Rio Ave. Contudo, o atacante iraniano é visto como demasiado caro para os cofres do clube pela SAD leonina, que assim se vira agora, de acordo com a edição desta quinta-feira do jornal 'A Bola', para Nélson Oliveira.

O avançado internacional português de 28 anos, produto das camadas jovens do Benfica, está a realizar uma boa temporada na Grécia, ao serviço do AEK, onde leva nove golos marcados em 16 jogos, e o Sporting vai procurar convencer o clube grego a ceder o jogador por empréstimo até ao final da presente época, ficando os 'leões' com opção de compra do jogador.

'A Bola' acrescenta, porém, que as negociações com o AEK, pelo menos nestes termos, não serão fáceis, visto que a formação helénica prefere um negócio que envolva desde já a venda definitiva do jogador, e por valores que compensem o investimento que fizeram em Nélson Oliveira, quando o contrataram ao Norwich City por cerca de 3,5 milhões de euros no último verão.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.