Sérgio Conceição terá de mexer na equipa para o jogo com o Famalicão, encontro que marca o regresso das duas equipas aos relvados, quase três meses depois da interrupção da I Liga devido a pandemia de COVID-19.

Em Famalicão, o técnico do FC Porto não poderá contar com Ivan Marcano, central que se lesionou com gravidade num joelho. O espanhol já foi operado e deverá ficar afastado dos relvados por três meses. De fora do jogo com os famalicenses está também Alex Telles, lateral que terá de cumprir um jogo de castigo.

Além destes dois, Conceição não poderá contar com a criatividade de Shoya Nakajima. O extremo japonês de 25 anos deixou de treinar com os colegas de equipa no segundo dia dos treinos coletivos dos azuis-e-brancos. Escreve o jornal Record que o jogador tem estado na sua residência a acompanhar a sua mulher, que teve sintomas de doença respiratória a meio de maio. Nakajima teve de voltar a isolar-se na sua residência para acompanhar a saúde da sua esposa.

Esta terça-feira, na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Famalicão, Conceição foi parco em palavras quando questionado sobre o caso de Nakajima.

"Não está no grupo, a direção está a tratar e tratará da melhor forma a ausência dele, não há mais a falar. Se gostaria de ter toda a gente? Óbvio que sim", disse o técnico, em conferência de imprensa.

Shoya Nakajima tem tido vários problemas para se encaixar no FC Porto. Participou em 28 jogos, num total de 1321 minutos no emblema da Invicta. O japonês foi contratado esta época ao Al-Duhail, do Qatar, tendo o FC Porto pago 12 milhões de euros por 50 por cento do seu passe.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.