A I Liga regressa no próximo dia 3 de junho, debaixo de fortes medidas de segurança e de higiene devido à pandemia de COVID-19, que obrigou a competição a parar no passado dia 12 de março. 87 dias desde a última vez que a bola rolou, os jogadores regressam aos relvados, mas vão encontrar bancadas despidas. Isto porque todos os jogos serão realizados à porta fechada, até ao final da prova esta época.

Este artigo pertence ao Especial Regresso da I Liga. Veja mais artigos

O SAPO Desporto foi à procura dos grandes adeptos dos clubes da Primeira Liga que agora se vêem privados de apoiar o clube do seu coração ao vivo nos respetivos estádios, de forma a saber como estão a planear viver os restantes nove jogos que os seus emblemas têm em falta.

Miguel Ribeiro, adepto fervoroso do Paços de Ferreira, não vai poder ocupar o seu lugar cativo no Estádio da Capital do Móvel, como habitualmente o fazia. Mais, na época passada, não falhou nenhuma das 34 jornadas que conduziram o Paços até à I Liga, sendo ainda um colecionista de adereços do clube e a montra é o Instagram.

SAPO Desporto -  Onde vai ver os jogos da I Liga?

Miguel Ribeiro - Infelizmente, com muita pena minha, não poderei assistir ao vivo os jogos como o faço sempre. Na época passada, por exemplo, fiz o pleno e não falhei nenhum dos 34 jogos na subida à I Liga. Agora com esta condicionante, assistirei na CasadaEira - restaurante cafe snacks bar, do qual sou proprietário, e no qual cultivo aos meus clientes a prática de um ambiente propicio a um jogo de futebol na televisão.

SD -  Está a pensar ir até ao estádio, mesmo não podendo entrar, para apoiar o seu clube?

MR - Não irei ao estádio e apelo a que não o façam... Regras terão de ser iguais para todos. Custar-me-à imenso, mas não irei, pois nao é permitido por lei devido ao vírus. E assim cumprirei.

SD - Concorda com o regresso da I Liga ou o campeonato já deveria ter sido suspenso?

MR - Se estão reunidas as condições para o regresso do futebol e da  I liga, concordo! Espero que se cumpram com as regras de uma forma igual e que o resultado seja positivo para todos. Mas vai custar ver estádios vazios, pois isso é a alma do futebol, e que infelizmente ao longo dos anos não tem sido cultivada.

SD - Não podendo ir ao estádio, de que é que mais vai sentir falta?

MR - Vou sentir a falta de estar com os meus amigos, de almoçar/jantar antes ou depois dos jogos, do convívio, e de apoiar e berrar com os golos do meu Paços. E o sofrimento no estádio é sempre diferente, apesar do amor sempre igual em qualquer que seja a divisão, à chuva ou ao sol, atrás da baliza ou na bancada VIP.

SD - Tem alguma tradição ou ritual para ver a bola que agora não possa fazer?

MR - Ritual ou tradição de guardar o bilhete de cada jogo, que ja são as centenas ou milhares... até o da Rússia para a Liga dos Campeões contra o Zenit de São Petersburgo. Ainda o guardo com muito orgulho e história.

SD - Que sugestão deixa aos restantes adeptos? Quer propor algum ritual para os dias de jogos?

MR - Ideias nao faltarão... aqui em Paços já se falam e idealiza-se muitas. E espero que se concretize, para antes, durante e após o jogo. A equipa tem de sentir o nosso apoio mesmo sem lá estar.

Veja mais artigos do Especial Regresso da Primeira Liga

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.