Segundo os jornais A Bola e Record, Miguel Cal vai abandonar o cargo de administrador executivo da SAD do Sporting, sendo que, a partir de agora, ficará responsável apenas pela pasta internacional da SAD, onde irá manter os contatos, mas deixará de receber um salário fixo, podendo exercer a sua atividade profissional noutra empresa.

Segundo as publicações, a decisão foi por mútuo acordo, na sequência de uma reorganização de competências na sociedade que gere o futebol de Alvalade.

Este desfecho, segundo último relatório anual, já era previsível.

"A Administração da Sociedade é exercida por um Conselho de Administração composto por um número não inferior a três, nem superior a onze. No âmbito do exercício do poder de cooptação do Conselho de Administração, faltando definitivamente um administrador, o Conselho de Administração pode deliberar a nomeação de novos administradores por cooptação (…). A deliberação de cooptação do Conselho de Administração deve, nos termos da lei, ser ratificada na Assembleia Geral seguinte."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.