Moussa Marega já pediu desculpas, depois de ter protagonizado cenas lamentáveis de indisciplina perto do final do jogo com o Tondela, ganho pelo FC Porto por 3-1.

"Desculpem pelo meu comportamento. Agora falta uma vitória para sermos campeões", escreveu o avançado nas redes sociais.

Sérgio Conceição já tinha comentado o caso, optando por desvalorizar a atitude do seu jogador.

"É um tema que se resolve em família. Marega é um grandíssimo profissional, trabalha muito. Fábio é um menino que está a aparecer. Se vissem lá dentro o que os jogadores fizeram... É fantástico. Temos um grupo forte. Um momento menos bom de um jogador e é tudo falado, não é a primeira, nem será a última vez", começou por explicar na entrevista rápida à Sport TV, sublinhando que já tinha resolvido tudo com o jogador.

"Tento falar com todos os jogadores. Está tudo resolvido", atirou.

Depois, na conferência de imprensa, voltou a falar do incidente, dando o caso como resolvido. "Está tudo resolvido, não há caso, não há questão, houve um mal-entendido antes da marcação do penalti. Já estive com o grupo no balneário", completou.

No jogo como Tondela, já nos descontos, o maliano sofreu a falta para a grande penalidade, ao ser empurrado na área por Filipe Sampaio. Marega queria marcar o penalti mas o banco do FC Porto ordenou que fosse o miúdo Fábio Vieira a bater. Uma decisão que desagradou e muito o avançado, tendo este dado um pontapé na bola, para longe. O árbitro Fábio Veríssimo mostrou-lhe amarelo por comportamento anti-desportivo.

Depois da conversão da grande penalidade, todos os jogadores do FC Porto foram festejar com Fábio Vieira, à exceção de Marega que se isolou do grupo. Pepe ainda tentou chamar-lhe a razão, mas sem sucesso.

Vários jogadores do FC Porto, incluindo Fábio Vieira, Otávio e Mbemba tentaram acalmar o maliano mas Marega não estava para ninguém. Nos minutos finais, aliou-se completamente do jogo, longe da zona da bola, a falar sozinho. Depois ainda perdeu uma bola fácil numa tentativa de tabelinha com Luis Diáz e não esboçou qualquer reação para tentar recuperar o esférico.

No final do encontro, saiu diretamente para o balneário, recusando-se a participar na habitual roda da equipa.

Marega tinha feito o 2-0, a passe de Corona, golo que lhe permite igualar Alex Telles com melhor marcador do FC  Porto na I Liga, com 10 golos cada.

O FC Porto está a um triunfo de ser campeão.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.