Marco Silva concedeu uma entrevista à RTP, onde falou, entre outros assuntos, da forma como abandonou o comando técnico do Sporting, no final da época 2014/15.

"Naturalmente que a palavra triste pode ser uma palavra que encaixa muito bem. Tudo aconteceu de uma forma inesperada e depois de ganharmos numa época em que tínhamos, além da Liga dos Campeões, dois títulos para poder conquistar em Portugal. Não conquistámos um, conquistámos o outro [Taça de Portugal]. Quando algo fica interrompido e tu pensas que pode continuar... no contexto de contrato, pensas sempre que vais continuar. Mas foi uma decisão da Direção, naquele momento. E eu tive de seguir a minha carreira”, respondeu o agora treinador do Everton,

Marco Silva garante ainda que o regresso a Portugal não está nos planos imediatos.

"Neste momento, é algo que não está na minha cabeça porque eu estou muito satisfeito por estar no Everton, tenho muita coisa a ocupar aquilo que é o meu dia a dia. Não penso. Agora, não consigo garantir se em três, quatro, cinco, dois anos eu poderei estar a pensar de forma diferente. Mas, neste momento, só penso no Everton”, afirmou o técnico, de 41 anos, fazendo de seguida um balanço da primeira época nos 'toffees'.

"Tenho a noção de que viemos para um grande clube e um grande projeto. É óbvio que os últimos anos têm sido muito difíceis, mas estamos a falar de adeptos que se habituaram a ganhar, estamos a falar do quarto clube com mais títulos de campeão em Inglaterra”, observou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.