Luís Filipe Vieira foi suspenso por três meses pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, avança o jornal Record.

Em causa estão as críticas do presidente do Benfica à arbitragem após a derrota com o FC Porto nas meias-finais da Taça da Liga, na zona mista do Estádio Municipal de Braga. Na altura, o líder dos 'encarnados' criticou duramente o desempenho de Fábio Veríssimo como videoárbitro.

"Quando vemos um homem que está com câmaras de televisão à frente e um árbitro que não consegue ver um fora-de-jogo e faltas a meio-campo, então esse homem não pode apitar mais. Quando com uma televisão à frente não consegue fazer isso e ainda tem a lata de dizer ao árbitro para anular o primeiro golo - curiosamente o árbitro depois teve a coragem de o validar -, então é mesmo algo que nos deixa cada vez mais preocupados. É fácil penalizar o Benfica", atirou Vieira na altura.

O presidente do Benfica deixou ainda críticas ao Conselho de Arbitragem: "Eu já fui ao CA e tive a ousadia de o dizer frontalmente ao seu presidente que a culpa é deles. Basta ver o que esse passou com a história dos e-mails e tudo o que tem acontecido para vermos que há determinados árbitros que foram praticamente escorraçdos da arbitragem e nem sabemos porquê. Eu sei que há árbitros condicionados, que viram as suas famílias serem ameaçadas. Não querem descobrir a verdade não sei porquê. Algo se está a passar."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.