O presidente da SAD do Belenenses, da I Liga portuguesa de futebol, considerou na quarta-feira que a Liga tomou uma "decisão corajosa" ao interditar o estádio do Jamor devido ao estado do relvado.

Rui Pedro Soares comentou o tema na zona mista do Estádio do Dragão, no final da partida da equipa lisboeta com o FC Porto - vitória dos 'dragões' por 3-0 -, considerando que o 'tapete verde' do recinto onde o Belenenses disputa, esta época, os jogos em casa, não tem a manutenção adequada.

"O Estádio do Jamor tem uma relva deplorável. Só recebia um jogo por ano e tinha, depois, equipas lá a treinar. Tinha uma empresa de jardinagem dez meses e depois entrava uma empresa competente, dois meses antes da Taça de Portugal", apontou o dirigente.

Para o líder da SAD do Belenenses, a Liga "tomou a decisão a pensar no melhor para o futebol e para os jogadores, e merece os parabéns pela decisão corajosa", mas não revelou onde a sua equipa irá jogar a próxima jornada do campeonato na condição de visitada.

"Não sabemos onde vai ser o jogo na segunda-feira [frente ao Moreirense], mas queremos ver se podemos voltar a jogar no Jamor já com o Marítimo. Qualquer que seja o estádio na segunda-feira, vamos trabalhar e entrar para ganhar", afirmou Rui Pedro Soares.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.