Júlio César não esquece a temporada em que se cruzou com Jorge Jesus no Benfica. O antigo guardião brasileiro chegou aos encarnados na época 2014/15 e lembrou uma história com o agora técnico do Flamengo em que este o deixou… chateado.

"Quando cheguei ao clube [Benfica] já era consagrado e bem financeiramente. Durante um treino, ele (Jorge Jesus) disse que eu tinha que fazer mais musculação porque a bola estava a bater na minha mão e a entrar. Esse é o grau de exigência dele", começou por recordar Júlio César, em entrevista ao Globoesporte.

"Você fica p... da vida. Você chega com o status de campeão de tudo, você raciocina dessa maneira. Quando você vê um treinador a cobrar, a levar para um lado de litígio, a querer discutir, [vai] querer ser maior do que o técnico, não vai ter jeito. Eu optei ir para o ginásio. Quando você entende esse processo, essa cobrança, dificilmente você não vai obter sucesso. Aquela foi a minha melhor temporada no Benfica", acrescentou o antigo guardião.

Sobre o trabalho de Jorge Jesus no Flamengo, Júlio César elogiou a influência positiva do técnico no emblema carioca.

"Das poucas vezes que conversei com o Jesus, ele está encantando com o grupo. Ele diz que foi um dos melhores que ele trabalhou, ninguém reclama de nada. Os resultados estão no campo. Diz que todos chegam cedo e comprometem-se com o ginásio. Eles não pagam multa. O Jesus diz que o grupo é muito disciplinado. Ele brinca que não tem dinheiro na caixinha para fazer um almoço ou um jantar com o grupo. Falou que vai ter que meter o dinheiro do bolso dele para reunir com os jogadores", concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.