O jornal espahol 'Marca' dedica um texto na sua edição online desta segunda-feira a Romário Baró. Com o título, 'o imitador de Zidane que desarmou o Benfica', o jornal recorda as críticas à Sérgio Conceição por não apostar na formação dos azuis-e-brancos nos dois anteriores anos, ao contrário desta época.

O artigo diz que foi "especialmente surpreendente e relevante" a sua titularidade frente ao Benfica na terceira jornada da I Liga

"A carta secreta de Conceição desarmou as águias e provocou a primeira derrota no campeonato de Bruno Lage com o Benfica. Baró travou as constantes subidas de Grimaldo na esquerda e criou superioridade numérica no centro, fechando os espaços junto a Urine, Marega e Zé Luís", pode-se ler no artigo.

"Mais do que pela técnica, destaca-se pela velocidade e determinação nas suas ações. Por vezes pode parecer um pouco ‘tosco’, mas com campo aberto e longe da ala é muito difícil de parar. É um jogador ideal para transições rápidas e contra-ataques", destaca a 'Marca', sublinhando a polivalência de Romário Baró, um médio que "pode ocupar quase qualquer posição do meio-campo para a frente, desde fazer dupla de médios a jogar como segundo avançado, nas costas do ponta-de-lança".

O médio de 19 anos, que já confessou ver muitos vídeos de Zidane, um dos seus ídolos, destaca-se pela sua disciplina em campo.

"Baró sobe bem no terreno, chega com frequência à zonas de finalização, mas o que mais Conceição gosta é a sua eficácia. No ataque, Baró simples, tentando não complicar, mas oferece sempre soluções por dentro, procurando sempre as costas das linhas 'inimigas' e libertando a ala para 'Tecatito' Corona, lateral direito improvisado", descreve o artigo que termina da seguinte forma:

"Assim é Romário Baró, o 'imitador' de Zidane que desarmou o Benfica."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.