Frederico Varandas, presidente do Sporting, fez apenas algumas curtas declarações, à saída da Assembleia Geral em que os sócios aprovaram à tangente as contas de 2018/19.

O líder leonino foi questionado pelos jornalistas sobre a forte contestação sobre si ao longo da reunião magna, mas não prestou grandes comentários.

"Impera a democracia no Sporting e vai imperar sempre a democracia", afirmou, repetidamente, o presidente leonino após a AG que decorreu no Pavilhão João Rocha.

"O Sporting é uma grande instituição com mais de 100 mil sócios e com mais de 90 mil sócios pagantes. Vai imperar sempre a vontade dos sócios do Sporting quer gostem quer não", acrescentou Varandas, e riu quando confrontado com as declarações de Sousa Cintra, que não vê nele "jeito" para o lugar que ocupa.

Questionado sobre se tem condições para continuar na presidência do clube, Frederico Varandas atirou: "Já ouvi essa pergunta três vezes. Demissão? A pergunta é ridícula."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.