Francisco Geraldes vai jogar na próxima temporada no AEK de Atenas. À partida para a Grécia, onde vai ser orientado por Miguel Cardoso, o médio explicou que a decisão de emigrar foi sua e do clube: "Foi de ambos".

No clube helénico, Geraldes vai reencontrar Miguel Cardoso, "um grande treinador", e sublinha que para já não pensa no regresso a Alvalade. "Vamos ver o que o futuro dirá. Não estou preocupado com isso agora", atirou.

O médio sublinhou que conhece "muito bem o futebol grego" e referiu que o seu objetivo é ter mais tempo de jogo.

"Tenho um grande amigo a jogar lá e acompanho o campeonato com atenção. Quanto a esse aspeto estou tranquilo", disse, acrescentando: "Eu quero é jogar e é com esse objetivo que vou para a Grécia. Já o provei anteriormente. Quando jogo demonstro que tenho capacidade, por isso vou para lá para jogar."

A finalizar, Francisco Geraldes reiterou que o presidente Frederico Varandas e Marcel Keizer lhe desejaram boa sorte para a aventura na Grécia.

"Falaram comigo e desejaram-me boa sorte. São excelentes pessoas, com valores e desejo o melhor para o Sporting", concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.