O FC Porto desmentiu que esteja a negociar com o SC Braga para a contratação de Dyego Sousa. Os 'dragões' reagiram a uma notícia publicada na edição desta quarta-feira do jornal ABola, que dava conta das negociações com entre os dois emblemas, num negócio que levaria Galeno, Osorio e Diogo Queirós para o emblema minhoto, que ainda receberia 10 milhões de euros, para poder libertar o avançado luso-brasileiro.

Na sua página oficial, o FC Porto reafirma que "não há nem nunca houve qualquer negociação entre o FC Porto e o Sp. Braga por Dyego Sousa, assim como não há nem nunca houve qualquer interesse do FC Porto neste jogador".

O jornal ABola escreveu na sua edição desta quarta-feira que a SAD do FC Porto não estaria disposta a pagar a cláusula de rescisão de 26 milhões de euros do melhor marcador do SC Braga e equacionava a cedência aos minhotos de dois defesas centrais e de um avançado para baixar o preço de Dyego Sousa.

O jornal escreveu ainda que os 'dragões' iam ceder, a título definitivo, Osorio, central venezuelano contratado ao Tondela e que está emprestado ao Vitória de Guimarães, e Diogo Queirós, internacional sub-20 português. No caso de Diogo Queirós, o jornal A Bola escreveu que o FC Porto aceitaria libertar o jovem defesa central para o SC Braga, mas garantindo o direito de preferência numa futura compra.

Já Galeno chegaria ao SC Braga a título de empréstimo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.