Filme do Jogo

O FC Porto manteve ontem a distância no segundo lugar para o líder Benfica, ao vencer o Gil Vicente por 2-1, em jogo da 18.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Estádio do Dragão.

A jogar em casa, os ‘dragões’ ainda estiveram a perder, graças ao golo de Sandro Lima, aos 45 minutos, mas asseguraram a reviravolta através de Marcano (45+2) e Sérgio Oliveira (57), tendo terminado o encontro em superioridade numérica, devido à expulsão de João Afonso (72).

O regresso aos triunfos, após o desaire em casa na última jornada frente ao Sporting de Braga (2-1), permite ao segundo classificado do campeonato manter a diferença de sete pontos para o Benfica, que lidera com 51, enquanto o Gil Vicente é nono, com 22.

Onze inicial do FC Porto

Sérgio Conceição fez quatro alterações na equipa inicial portista, fazendo sair Diogo Costa, Danilo, Otávio e Luís Díaz para os lugares de Marchesin, Manafá, Romário Baró e Uribe. Otávio ficou a cumprir castigo e Danilo não recuperou da lesão sofrida na final da Taça da Liga. Diogo Costa e Luís Díaz foram excluídos do onze por opção técnica. Destaque para Romário Baró, que não era titular desde setembro de 2019, quando saiu lesionado do duelo com o Santa Clara, para a Taça da Liga.

Primeira parte com dois golos nos instantes finais do primeiro tempo

Depois da pequena confusão entre Sérgio Oliveira e João Afonso aos 15 minutos, com Rui Oliveira a dar amarelo a ambos os jogadores, foi o Gil Vicente que se adiantou no marcador, até numa altura em que o FC Porto estava melhor.

Em cima do minuto 45, numa saída rápida em contra-ataque por parte da formação de Barcelos, com Fernando Fonseca a cruzar, Sandro Lima fez de cabeça balançar as redes pela primeira vez.

Porém, em tempo de compensação, Marcano redimiu-se da desatenção que deu origem ao golo gilista e marcou para os azuis e brancos ao cai do pano no primeiro tempo. Uribe cruzou e Marcano, a cabecear, sem hipóteses para Denis, fazendo o empate.

Sérgio Oliveira garante os três pontos para os dragões

No segundo tempo, os dragões conseguiram dar a volta ao resultado. Aos 57 minutos, Baró descobriu Sérgio Oliveira que, sobre a esquerda da área, atirou colocado para o segundo golo portista.

Aos 72 minutos, um balde de água fria para as aspirações do Gil Vicente, com João Afonso a ser expulso por acumulação de cartões amarelos após falta sobre Uribe.

Figura do encontro

Sérgio Oliveira: Foi Sérgio Oliveira quem conseguiu os três pontos para o FC Porto. Isso faz, inevitavelmente, com que o jogador português ganhe o direito a título de MVP. Mas Oliveira fê-lo com mestria, num bom remate em arco, ao minuto 57.

Reações ao jogo

Conceição: “Enquanto o presidente achar que tenho capacidade…”

Mário Nunes: “Sofremos o golo do empate de uma forma inexplicável”

Sandro Lima: “Trocaria o golo pelos três pontos”

Uribe: “Há muito campeonato e vamos confiantes para a segunda volta”

Conceição: “Qual é o clube que não precisa que toda a gente reme para o mesmo lado?”

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.