Esteve longe de ser um jogo brilhante por parte do FC Porto. A equipa de Sérgio Conceição sentiu muitas dificuldades para vencer o Portimonense, mas uma 'bomba' de Alex Telles, já perto do fim, resolveu a partida e deixou os 'dragões' na liderança provisória do campeonato, à espera do resultado do Benfica em Barcelos.

O golo do lateral brasileiro mascarou uma exibição pouco conseguida do FC Porto, que ainda viu Jackson Martínez atirar para as nuvens na conversão uma grande penalidade, em cima do intervalo. Certo é que este Portimonense tem qualidade mais do que suficiente para sair dos últimos lugares. E os 'azuis e brancos', pelo menos por 24 horas, serão líderes da Liga quando há duas semanas estavam a sete pontos.

Vindo de derrota em Leverkusen, o FC Porto quis dar uma rápida resposta e entrou a mandar no jogo, mas notava-se algum cansaço na equipa - Conceição só mudou um jogador, com Manafá a sair para dar lugar a Otávio, recuando Corona para defesa direito. O aparente desgaste traduziu-se nas tentativas infrutíferas de furar o bloco defensivo do Portimonense.

Já depois de Marega ver o todo o estádio de pé a aplaudi-lo, ao minuto 11, o número da camisola do maliano, Sérgio Oliveira fez um grande passe na direção de Jesús Corona (14'), com Henrique a não conseguir o corte de cabeça, sobrando a bola para o mexicano, que falhou na cara de Gonda. Só depois da meia-hora os 'azuis e brancos' conseguiram criar as suas melhores oportunidades até então, com Soares em evidência, primeiro num remate ao lado, e, depois, num cabeceamento a um cruzamento exemplar de Luíz Diaz, que o guardião do Portimonense travou.

Por sua vez, o Portimonense tentava criar perigo sobretudo através de ações de Tabata pelo corredor esquerdo, mas o extremo estava bastante desapoiado na frente. Ainda assim, até ao intervalo, houve dois momentos dignos de nota: aos 39' Jackson Martínez, isolado na área, cabeceou rente ao poste, e aos 45’ sofreu um penálti de Uribe que acabou por desperdiçar.

VÍDEO: Minuto 11, minuto de Marega. A bonita homenagem do Dragão ao maliano
VÍDEO: Minuto 11, minuto de Marega. A bonita homenagem do Dragão ao maliano
Ver artigo

A falta de inspiração do FC Porto no ataque foi mais visível no reatamento, levando Sérgio Conceição a lançar Zé Luís e Nakajima para o lugar de Soares e Uribe. Contudo, a defesa do Portimonense mostrava-se irrepreensível a tapar os caminhos para a sua baliza. E mesmo quando os algarvios cediam algumas brechas, os 'dragões' não sabia aproveitar. Foi assim, de resto, que Luis Díaz (71') desviou ao lado, após um corte falhado de Lucas a um cruzamento.

Acabou por ser um rasgo de génio de Alex Telles, aos 87 minutos, a desatar o nulo: jogada de insistência dos 'dragões', com o lateral brasileiro a rematar à bomba para o fundo da baliza, sem hipótese de defesa para Gonda. E o FC Porto, mesmo sem brilhar, consegue o que tanto queria: dormir na liderança.

Figura

Alex Telles: Tal como o FC Porto, o lateral não estava particularmente inspirado neste domingo, mas tudo mudou num pontapé violento que só parou no fundo da baliza de Gonda, e que garantiu os três pontos aos 'azuis e brancos'.

Reações

Conceição: "Claro que é sempre melhor estar na frente"

Paulo Sérgio: "O resultado é um pouco ingrato por aquilo que fizemos"

Alex Telles: "Dedico esta vitória ao Marega"

Pedro Sá: "Não é resultado que pretendíamos"

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.