A eurodeputada Ana Gomes voltou a defender as ações de Rui Pinto, o 'hacker' português suspeito de roubar e divulgar vários documentos privados de várias instituições do futebol português e internacional.

Em entrevista à SIC, a eurodeputada considerou injusto a associação de rótulo de criminoso ao 'hacker' suspeito de roubo de correspondência privada de várias entidades do futebol.

"A justiça terá que apurar o que se passou, mas não aceito que taxem o rapaz de criminoso sem que a justiça faça o seu trabalho", começou por dizer este domingo Ana Gomes na SIC.

"Ele [Rui Pinto] é uma das fontes do Football Leaks, um dos maiores atos de denúncia pública e de corrupção no mundo do futebol. Estamos perante um pirata informático, que eu gosto de chamar 'lançador de alertas', que conseguiu acesso a informação grave sobre esquemas de corrupção e que comprometem o futebol e o crime organizado ligado ao futebol. O Rui Pinto correu tremendos riscos, sofreu ameaças de morte porque há interesses poderosos", acrescentou.

"A justiça tem de perceber que é da sua responsabilidade proteger a pessoa investigada. O Rui Pinto pode ter feito um tremendo serviço à comunidade. O processo e-Toupeira também resultou da denúncia que a justiça portuguesa encontrou no 'Football Leaks'", sentenciou.

Recorde-se que Ana Gomes recorreu recentemente à rede social Twitter para defender Rui Pinto ao considerar que o 'hacker' "expôs corrupção bem entrincheirada".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.