A entrevista de Luís Filipe Vieira à BTV não passou despercebida à imprensa espanhola. O jornal espanhol 'Marca' dá destaque aos detalhes da transferência de Nélson Semedo para o Barcelona no último verão.

Questionado por um sócio sobre a grande diferença entre as elevadas vendas de jogadores e a diminuição pouco significativa do passivo, o presidente dos 'encarnados' deu como exemplo o negócio do defesa-direito.

"O passivo do Benfica tem vindo a baixar dentro do que estava previsto. Face ao último ano de vendas, o Benfica quando vende um jogador não recebe, vende por 30 mas não recebe ali. É em dois anos, três anos. É natural que o ativo suba e o passivo reduza pouco numa situação destas. O Nélson Semedo foi vendido por 30 milhões e em cada 50 jogos o Benfica recebe mais 5 milhões. Os 30 milhões serão recebidos nos próximos dois anos. O ativo logicamente sobe, o passivo irá baixar quando receber", disse Luís Filipe Vieira.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.