O presidente do S.L. Benfica, Luís Filipe Vieira, sofreu 'um surto de amnésia que o atirou para o hospital' na véspera de ser ouvido pelas autoridades judiciais enquanto representante legal da Benfica SAD no âmbito do processo e-Toupeira, escreve este sábado o jornal Correio da Manhã.

De acordo com a informação veiculada pelo referido diário, Luís Filipe Vieira sofreu um surto de amnésia que o atirou para o hospital na véspera de ser ouvido como representante legal da Benfica SAD para que aquela fosse constituída arguida no processo e-Toupeira.

Segundo o mesmo jornal, Luís Filipe Vieira faltou à inquirição de 11 de agosto e foi o seu advogado que notificou o procurador do seu internamento garantindo que um relatório da CUF Infante Santo seria anexado ao processo, algo que, segundo o CM, acabou por não acontecer.

Apesar disso o procurador aceitou o adiamento e só a 27 de agosto é que a diligência aconteceu. De acordo com a informação do processo e-Toupeira que já não se encontra em segredo de justiça, o advogado do Benfica tentou vários requerimentos para evitar a constituição de arguida da SAD.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.