A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), face às restrições provocadas pela pandemia da Covid-19, está a tentar conseguir um alargamento do prazo no pagamento dos Seguros de Acidentes Desportivos, disse hoje o organismo à agência Lusa.

Com o país e o mundo a viver uma situação excecional, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19), o organismo liderado por Pedro Proença encontra-se a debater, com parceiros e entidades, medidas de apoio nesta área.

“Esta é uma preocupação grande da Liga Portugal, que, desde a primeira hora, tem trabalhado com o seu parceiro, SABSEG, e com a APS e as seguradoras, para conseguir chegar a uma solução que seja válida para todos: seguradora e clubes de futebol profissional”, afirmou Pedro Proença.

Os Seguros Desportivos constituem uma faixa enorme nos orçamentos das Sociedades Desportivas e a Liga Portugal acredita que, caso se chegue a um entendimento, significaria “um alívio importante” nas contas dos clubes do futebol profissional.

“Esta é uma situação absolutamente excecional e esta moratória [de tempo a determinar] no pagamento já significaria um alívio importante no orçamento dos nossos clubes”, reconhece o presidente da LPFP.

Pedro Proença defende, “como um ponto muito importante”, a necessidade de criar todas as condições possíveis aos clubes para minorar o impacto deste período de inatividade” e esta medida, em concreto, “seria fundamental”.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 386 mil pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 17.000 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro de 2019, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, há 30 mortos e 2362 infetados confirmados. Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.