Sérgio Conceição vai continuar no FC Porto desde que Jorge Nuno Pinto da Costa esteja de acordo. Foi o que se reteve das palavras do técnico quando convidado a abordar as polémicas declarações em que falou de falta de união e colocou mesmo o lugar à disposição.

"O que disse no fim do jogo fez com que tivéssemos de conversar. Isso é inequívoco. Mas a partir deste momento foi trabalhar para dar uma boa resposta, principalmente a nível emocional", começou.

Conceição diz ainda que a sua continuidade no FC Porto só diz respeito a Pinto da Costa,

"Enquanto o presidente achar que tenho capacidade e qualidade para estar aqui à frente da primeira equipa irei fazê-lo. Ele é que manda, ele é que lidera, há esse grande respeito. Quando falei de união, é público tudo aquilo que se passou. Está ultrapassado."

"Murro na mesa? O último murro na mesa que dei foi quando era treinador do Sp. Braga. Foram palavras sinceras e genuínas da minha parte daquilo que era o meu sentimento naquele momento. Está ultrapassado? Claramente, já tive oportunidade de o dizer aqui hoje", finalizou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.