O Sporting foi este sábado ao Estádio do Restelo empatar com o Belenenses por 1-1 em jogo da 21.ª jornada. O golo da turma da casa foi marcado por Rui Fonte (69'), num lance onde Rui Patrício ficou muito mal na fotografia, e Carlos Mané empatou aos 94'.

No jogo 100 de Adrien e após o empate frente ao Benfica (1-1), o Sporting (sem qualquer alteração em relação ao dérbi) entrou em campo mais determinado, diante de um Belenenses senhor de si próprio. Depois da pressão inicial, que quase podia ter valido o primeiro golos dos "leões" logo aos 12’ por intermédio de Montero (após um mau atraso de Tikito), o Belenenses equilibrou o encontro e respondeu com um grande remate de Miguel Rosa à entrada da área, quando a partida contava 26 minutos.

Assim se resumem os primeiros 45 minutos. O Belenenses fechou todos os espaços na sua zona defensiva e tentou fazer o marcador mexer por intermédio de contra-ataques venenosos. Os homens de Alvalade tiveram sempre a iniciativa do jogo, mas apenas conseguiram desfeitear a organização defensiva dos homens da "cruz de cristo" por uma vez.

Marco Silva, técnico dos "verdes e brancos", percebeu que o jogo estava bloqueado e colocou em campo Tanaka e Carlos Mané por troca com Montero (melhor marcador da equipa com dez golos) e João Mário para o início do segundo tempo.

Contudo, foi o Belenenses quem abriu a etapa complementar com uma grande oportunidade depois de Rui Patrício não ter conseguido segurar um remate Ricardo Dias, que parecia inofensivo. Num lance caricato, o guardião não agarrou a bola e quase fazia autogolo.

Aos 67’, Nani teve uma boa oportunidade depois de Adrien ter picado a bola por cima da defesa belenense, com Tanaka a amortecer "a redondinha" para o internacional português desferir um remate que acabou por bater na defesa da turma da casa. Os homens de Alvalade apostavam então nos remates de fora da área, mas Ventura esteve sempre muito seguro.

Apesar do "pressing" exercido pelo Sporting, a linha defensiva dos pupilos de Lito Vidigal nunca se desfizeram e, num lance onde incrível, Rui Fonte abre o marcador. Rui Patrício chutou a bola contra Paulo Oliveira, com o "esférico" a sobrar para o avançado cedido pelo Benfica que só teve de encostar. Foi a estreia a marcar do futebolista com a camisola "azul".

Mané teve, aos 77’, uma boa oportunidade com Ventura a antecipar-se a Carlos Mané já fora da sua área. Nani rasgou a dessa com um passe nas costas, o extremo ficou isolado, mas o guardião do conjunto da casa foi lesto a sair da baliza limpou o perigo.

Quando já se jogava mais com o coração do que com a cabeça, Cédric acabou expulso (83’) após ver o segundo cartão amarelo por travar o contra-ataque do Belenenses conduzido por Miguel Rosa. Os “leões” bem tentaram arriscar mais, mas não se viram mais oportunidades claras de golo. O Belenenses, mais seguro e confiante, ainda tentou fazer ampliar a vantagem, mas sem sucesso.

Quando já se esperava a derrota do conjunto de Alvalade, Carlos Mané igualou o jogo numa jogada de insistência, aos 90+4'. O avançado aproveitou um ressalto e, já na pequena área, finalizou com força, num lance onde Ventura ainda desviou a bola.

Com o resultado desta 21.ª jornada, o Sporting ocupa agora o 3.º lugar com 44 pontos, a cinco do FC Porto (2.º) e a seis do líder Benfica (joga este domingo frente ao Vitória de Setúbal).

Veja os lances do jogo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.