O guarda-redes Cláudio Ramos disse hoje o Tondela tem de ser “quase perfeito” na receção ao Benfica, em jogo da oitava jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“Quando jogamos contra candidatos ao título, e nem adianta falarmos na diferença de orçamentos, acho que temos de fazer um jogo quase perfeito para conseguirmos ganhar ou para conseguir levar pontos deste jogo”, assumiu Cláudio Ramos.

Em conferência de imprensa, antes de um treino aberto à comunicação social, o capitão da equipa tondelense lembrou as vitórias já conquistadas pelo Tondela frente aos clubes grandes.

“Sabemos disso, que temos de ser quase perfeitos, temos perfeita noção disso, mas num passado não muito longínquo já conseguimos ganhar a todos os candidatos ao título nos últimos anos e, por isso, estamos preparados e sabemos aquilo que temos de fazer para conseguirmos [vencer]”, acrescentou.

Questionado se o plantel já está adaptado ao novo treinador, Natxo González, que entrou nesta época e está, pela primeira vez a trabalhar em Portugal, Cláudio Ramos esclareceu que “desde julho até aqui já houve muito tempo para assimilar as ideias do treinador” e, por isso, esta semana, estão a trabalhar a estratégia a usar frente ao Benfica “para fazer um bom jogo no domingo”.

O capitão da equipa beirã assume que os jogadores querem dar a primeira vitória em casa da temporada aos adeptos, “porque eles merecem”.

“Calhou o Benfica agora em casa e é esse jogo que vamos tentar dar a primeira vitória em casa e conquistar os três pontos”, desejou Cláudio Ramos, que admitiu que “vai ser bom jogar com o estádio cheio”, apesar de reconhecer que não estará com as cores que gostariam.

O Tondela, quinto colocado, com 12 pontos e mais um jogo, recebe o Benfica, no segundo lugar, com 18 pontos, no domingo, a partir das 15:00, no Estádio João Cardoso, em Tondela, a contar para a oitava jornada da I Liga de futebol.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.